Escolha a fonte mais
confortável pra você:

Ative o modo noturno:

Instagram para arquitetos

Instagram para arquitetos: Projetando o caminho para o sucesso

A internet revolucionou a forma de comunicar, o que também alterou o jeito que as percepções são criadas. Você, empreendedor da área imobiliária, precisa saber a melhor forma de usar o Instagram para arquitetos.

Não é novidade para ninguém que as redes sociais estão dominando os meios de comunicação, mas será que você já entendeu o que precisa ser feito para alcançar o sucesso nelas?

Gerar visibilidade não é uma tarefa fácil, mas se torna simples se você participar com empenho dos processos.

Quando se trata de usar uma rede social para designers, arquitetos e urbanistas, o fator de alcance torna-se ainda mais importante, pois eles trabalham com a aparência de suas produções e tudo isso precisa ser retratada no perfil da web.

É por isso que irei te dar 4 dicas que te impulsionarão na rede e no mercado de trabalho!

 

4 maneiras de ter sucesso com um Instagram para arquitetos

 

Nem só de balada e praia vive o Instagram!

A rede social, há um tempo, vem se reinventando e deixando suas funcionalidades cada vez mais aplicáveis para o mundo dos negócios.

Por isso, ela está sendo muito requisitada por empresários e profissionais de várias áreas.

E é claro que no ramo de arquitetura e urbanismo esse cenário não é muito diferente.

Ampliar suas possibilidades, ter um modelo moderno de portfólio, facilitar a comunicação com possíveis clientes e expor seus projetos de forma mais prática, são alguns do motivos para você não perder mais tempo e criar agora um Instagram para arquitetos.

Então se liga nessas dicas vitais para o seu nome se fortalecer no ambiente online:

Instagram para arquitetos

  1. Defina a sua identidade na rede

Quando você descobriu que queria seguir na área da arquitetura?

Talvez você ache essa uma pergunta besta, no entanto, é com ela que todo o seu empreendimento se baseará.

Pegue um caderno, anote as seguintes perguntas e depois as responda.

  •    Porque você quer trabalhar com arquitetura?
  •    Quais as suas motivações?
  •    Você tem um diferencial?

Essas respostas irão nortear os seus primeiros passo e fazer com que caminhe na direção certa.

Assim você começará a montar a persona da sua marca, que nada mais é do que a personalidade profissional que você quer passar.

Mas não adianta dizer, por exemplo, que segue a linha de arquitetura verde e não agir como tal, é preciso ser o que diz.

Quando você souber quem é a sua persona, é chegada a hora de conhecer seu público.

Aplique pesquisas, faça análise das métricas do próprio Instagram (te explico melhor no próximo tópico) e segmente.

Quem quer falar para todo mundo, acaba falando com ninguém.

Essas informações serão relevantes tanto para a criação de conteúdos, quanto para a manutenção do seu perfil.

A sua foto, a biografia, cada publicação no feed… tudo deve estar de acordo.

 

2. Deixe o seu perfil em modo comercial

Ter um perfil comercial é a mudança primordial para você acompanhar a evolução da sua conta.

Clique aqui e aprenda como deixar seu perfil em modo comercial.

Isso significa que você poderá aproveitar vantagens que uma conta comum não oferece.

Funcionalidades que te possibilitam impulsionar posts, analisar o comportamento dos seus seguidores e ter maior precisão em horários para postar com maior engajamento.

Tudo isso e muito mais com os dados das métricas que você pode acessar a qualquer hora nas configurações.

Alcance, impressões, cliques, salvos, informações demográficas da audiência, etc.

E você só precisará vincular o Instagram  com uma fanpage no Facebook.

 

3. Invista em conteúdo de qualidade

Instagram para arquitetos

Você pode ser o melhor arquiteto do mundo, mas não terá relevância na web se não souber como transmitir o seu conhecimento.

É preciso diversificar seus posts para que os seus seguidores não se cansem de ver a mesma coisa sempre.

Ah sim, use hashtags para aumentar a sua visibilidade.

Conteúdos recomendados:

  •    Dia-a-dia: Publique fotos suas, da sua equipe e até dos seus clientes, caso permitam. O importante aqui é personificar as relações com o público.
  •    Dê dicas: O conhecimento move o mundo. Essa é a forma mais eficaz de recompensar um seguidor. Se faça útil.
  •    Mostre seus projetos autorais: Registre suas obras e poste fotos com ângulos que valorizem o seu projeto. Mostre mais e fale menos, assim você conquistará autoridade no assunto.
  •    Compare o antes com o depois: Contar alguma história sobre determinada construção irá envolver o leitor e gerar admiração. Faça uso do apelo emocional.
  •       Repost: Esse recurso do Instagram é ótimo para mostrar a sua evolução em relação a projetos antigos, ou para compartilhar uma grande notícia de outra conta, ou até mesmo relembrar algum case de sucesso.

 

4. Siga perfis inspiradores

Ainda na dúvida se deve mesmo criar um Instagram para arquitetos?

Então acompanha os perfis selecionados que estão listados abaixo:

O Iarchitectures é um Instagram com arquiteturas de estudantes pelo mundo. Uma verdadeira chuva de potencial!

 

O Viva Decora é especialmente pensado para os profissionais de decoração e dá um show em conteúdo!

 

·    @boranaobra

O Bora Na Obra é um projeto do casal Rafaella Vieira e Alex Brasileiro, ambos bem sucedidos na área.

Eles mostram seus projetos, dão dicas, contam as dificuldades e, a melhor parte, apresentam tudo com bom humor.

Assim eles sempre se destacam com stories interativos e até mesmo em transmissões ao vivo.

View this post on Instagram

Coragem, café e BORA!!

A post shared by Alex e Rafa | @boranaobra (@boranaobra) on

 

·       @oscarniemeyerworks

Oscar Niemeyer Works, como o próprio nome já diz, é um Instagram para arquitetos que admiram o trabalho desse renomado ícone do designer.

É um projeto de Rolando Figueiredo, o qual apresenta diariamente os trabalhos do seu ídolo e mestre das curvas arquitetônicas brasileiras.

View this post on Instagram

Floor plans of the Eiffel building, as published in Acrópole no. 208 (jan. 1956). Apart from the access points, the entire ground level is dedicated to stores. The first floor, which in terms of composition defines the base onto which the residential tower sits, would be occupied by a restaurant and its terraces. The apartments are all duplex units, with the largest units occupying the edges – these are served via their own elevators, while they share the staircase located at the semi-detached trapezoidal volume behind the building. For better acoustic comfort, the units are 'inverted', with bedrooms located on the lower level. Plantas do edifício Eiffel, publicadas na revista Acrópole no. 208. Com exceção dos acessos, todo o térreo é destinado a uma galeria comercial. O primeiro andar, que em termos compositivos define a base expandida da torre, seria dedicado a um restaurante e seu terraço. Os apartamentos são todos unidades duplex, sendo as maiores localizadas nas extremidades – estas contam com elevador próprio, embora dividam a escada presente no volume trapezoidal semi-destacado atrás da torre. Para melhor conforto acústico, as unidades são 'invertidas', sendo os quartos presentes no nível inferior.

A post shared by Oscar Niemeyer Works (@oscarniemeyerworks) on

 

·       @creatoarquitectos

Creato Arquitetctos irá te surpreender com obras incríveis e quase que inavreditáveis!

Lá você também encontrará maquetes, renders e fotos dos projetos que o grupo desenvolve.

View this post on Instagram

Mixed used development… #creato #mixedusedevelopment #mexico

A post shared by Creato (@creatoarquitectos) on

 

Assista ao vídeo abaixo e aprenda outras dicas:

E aí? Já criou o seu Instagram para arquitetos?

 

Tem alguma dúvida ou dica? Deixa nos comentários!

Não se esqueça de avaliar este artigo caso ele tenha sido útil para você!

Até a próxima conversa! 🙂

2 de janeiro, 2019
Avalie este artigo
Total: 3 Média: 3.7
Geovana Moura
Geovana Moura
Oi, pode me chamar de Geo, tenho 21 anos de idade, sou redatora copywriter aqui do GG, apaixonada por neuromarketing e piadas sem graça.
Ver todos os posts