Escolha a fonte mais
confortável pra você:

Ative o modo noturno:

IGTV versus YouTube: “amor da sua vida e o amor para sua vida”


O Instagram está concorrendo ao trono de vídeo do YouTube com o recente lançamento do IGTV, o aplicativo em que os usuários podem enviar vídeos por mais de um minuto.

O IGTV é um novo aplicativo de vídeo independente, voltado para os criadores da web e sensações do YouTube.

A IGTV é toda sobre as especificações 1080×1920 de vídeos verticais e, embora tenha seu próprio aplicativo (caso você não saiba), você pode obter a experiência completa no aplicativo principal do Instagram.

Dentro da interface do IG, você pode ver um ícone que leva você para a experiência de vídeo vertical.

Mais uma vez, apesar do Instagram ter desenvolvido um aplicativo IGTV dedicado para vídeos, qualquer um que não queira baixá-lo ainda pode assisti-lo pelo aplicativo principal do Instagram.

Por meio de um botão na parte superior direito do aplicativo, permitindo que o usuário acesse o conteúdo IGTV.

Isso basicamente significa que você pode usar o serviço IGTV sem abandonar um público situado no IG ou ser abandonado.

Os vídeos também podem ser acessados ​​a partir do seu perfil por meio de um botão ao lado de Destaques das histórias.

Não há dúvida de que o Instagram quer ser a TV para os jovens.

Isso ficou claro durante um evento de imprensa elaborado em São Francisco – no entanto, a empresa não conseguiu especificar um sistema de fluxo de receita para remunerar seus criadores!

É isso mesmo…

O YouTube fica aflito com o quanto paga para seus parceiros de conteúdo, mas pelo menos paga.

Na maioria das vezes, através de uma divisão de receita – e é por isso que tem uma forte influência nos “criadores” de hoje.

O Facebook quer que as pessoas façam vídeos para sua plataforma, mas – estranhamente – ainda precisa construir um sistema que pague as pessoas de forma consistente por seu trabalho.

Existem algumas maneiras óbvias pelas quais a IGTV poderia tentar fazer isso funcionar.

O mais provável é que o Instagram coloque anúncios em vídeo intermediários ou precedentes nesses vídeos longos e divida a receita com os criadores de conteúdo.

A mesma estratégia usada para a nova seção de vídeos do Facebook, a Watch.

Ele também poderia lançar uma oferta de assinatura, algo que recentemente começou a ser testado no Facebook, ou poderia até mesmo pagar os criadores por alguns dos seus trabalhos.

O Facebook já pagou aos editores diretamente, mas também deixou claro que o plano de longo prazo é uma divisão de receita, não ofertas de licenciamento.

Se o Instagram está tentando tirar um pedaço do quase monopólio do YouTube em vídeo, está começando de um lugar forte.

O Instagram tem um público dedicado, muitos deles Millennials, (geração Y), de 1 bilhão de usuários ativos mensais.

Um recente estudo do Pew descobriu que o número de pessoas que usavam o Instagram era quase tão alto quanto aqueles que usavam o YouTube (72 e 85%, respectivamente).

O mesmo estudo descobriu que 95% deles têm acesso a um smartphone e 45% estão online “quase constantemente”!

Agora…

Como o conteúdo da marca evoluirá no IGTV? Teremos todos que começar a produzir experiências de TV de alta qualidade para o Instagram?

Talvez!!

Por isso, você terá que observar quem é o amor da sua vida e o amor para sua vida.

Se você tem tempo, orçamentos e habilidades para montar esse tipo de conteúdo, então sim, podem ser uma ótima jogada para sua marca.

Mas à medida que o conteúdo de vídeo aumenta, os valores de produção e o investimento de tempo aumentam.

E, embora criar um monte de vídeos de 10 segundos para uma história no Instagram seja um desafio, criar um vídeo de 15 minutos é um desafio completamente diferente.

O sucesso na IGTV será mais parecido com a criação e o crescimento de um canal do YouTube do que com um perfil do Instagram.

E veremos muitas experiências de marcas e criadores para ver o que funciona nessa nova plataforma.

Muitos já estão testando, mostrando seu conteúdo exclusivo no IGTV, como o diretor e youtuber, André Pilli, que começou a fazer conteúdo únicos para o IGTV até para diferenciar dos conteúdos que insere no YouTube.

Se você parar para analisar, em cada plataforma André tenta usar da melhor forma possível para testar todas as funcionalidades e mostrar o que sabe fazer.

Com isso, acaba atraindo um público diferente a cada plataforma, seja no YouTube, seja no Instagram.

Por isso, você pode escolher o amor da sua vida ou o amor para sua vida ou, simplesmente, unir o útil ao agradável e usar ambos.

Por que se prender a uma, se você tem infindas possibilidades?!

 

Vamos lá! Use e abuse dessas plataformas e suas funções. 

Mas não se esqueça de vir aqui me contar como foi sua experiência.

E se já usa o IGTV ou o YouTube, me conta como é para você!

Eu sempre quero saber, pode compartilhar comigo! =D

 

 

 

Avalie este artigo
Total: 0 Média: 0

22 de maio, 2019
Avalie este artigo
Total: 0 Média: 0
Mísia Karoline
Mísia Karoline
21 anos, redatora e estudante de Jornalismo.
Ver todos os posts