Escolha a fonte mais
confortável pra você:

Ative o modo noturno:

black friday

5 Dicas infalíveis para converter tempo em dinheiro na Black Friday!

Ah, a Black Friday! A 4° sexta-feira do mês de novembro é a mais aguardada do ano. Muitos a esperam para comprar produtos por um preço baixo.

Há também aqueles que ficam ansiosos para vender muito e é com este público que quero falar hoje.

Você, que é empreendedor, não aguentava mais esperar por esse momento, não é mesmo?!

Mas antes de abaixar os preços e divulgar, pense bem em como fará isso e não “pise na bola” com seus clientes.

Muitos consumidores ficam com o pé atrás na hora da compra, isso acontece por conta dos altos índices de fraudes que ocorrem ao longo destas 24 horas de consumo frenético.

Seja o produto que não chega, ou o que chega, mas não era exatamente como na foto, ou a roupa com tamanho errado e até mesmo com o preço duvidoso.

Enfim, são muitos os fatores que contribuem para a insegurança do consumidor brasileiro.

Mas calma, pois eu estou aqui para ajudar você e a sua empresa nesse dia que pode ser um grande divisor de águas em seu negócio.

Portanto, continue comigo e aprenda algumas dicas infalíveis para deixar o cliente seguro na hora de comprar qualquer produto ou serviço.

 

5 Dicas para ter sucesso em vendas na Black Friday

 

 1. A campanha começa antes da sexta-feira chegar

Você pensou que o relógio que conta o tempo para o aumento do faturamento começava apenas na sexta-feira?

Você se enganou!

Ao contrário do que muitos pensam, a campanha para uma promoção tão grandiosa, como a Black Friday, deve começar tempos antes do grande dia, geralmente com uma média de 10 dias de antecedência.

Dessa forma, será necessário traçar objetivos, pois você não chegará a lugar nenhum se correr sem direção.

Portanto, planeje, escolha a melhor estratégia, faça as peças visuais, divulgue e divulgue ainda mais.

Você precisará atrair a atenção do lead, fortificando sua persona. Além disso, mostre alto potencial para impactar seu público nesse grande evento.

 

 

2. Demonstre confiança

No ano de 2017, o número de fraudes deixou alguns consumidores desconfiados e com um certo medo da black friday.

É como diz o ditado, quando a esmola é alta, até o santo desconfia!

Até eu, que não sou santa, quando vejo um preço muito abaixo do valor de determinado produto ou serviço, já fico com um pé atrás. E Seus clientes não são diferentes!

Se você abusar no desconto, isso pode gerar receio e objeções de vendas.

Por isso, tome muito cuidado para não exagerar em descontos absurdos. Ofereça apenas o que poderá ser entregue.

O seu cliente não pode pensar que é uma fraude, pois, além de não realizar a compra naquele momento, ele não recomendará sua marca para ninguém, o que pode causa um retorno negativo para você.

Um cliente insatisfeito pode acabar contando para os conhecidos sobre a experiência ruim e, em seguida, esses conhecidos contam para outras pessoas e assim por diante. Um grande efeito dominó.

Ninguém gosta de ser enganado e eu tenho certeza que você não está procurando problemas com gente te odiando.

Pense bem nisso!

 

3. Inspire-se nas campanhas

Não é crime algum se inspirar em campanhas de concorrentes, você pode ver o que está dando certo para ele e fazer algo semelhante.

Veja o que atrai seu olhar, pois pode ser o mesmo capaz de atrair o olhar do seu cliente.

No site da Black Friday, você pode ver as lojas oficiais que estão participando e conferir o que elas estão fazendo.

Acompanhe pelas redes sociais também, principalmente, Instagram que é a rede social mais usada nesses momentos.

Use a conta da sua empresa para divulgar suas ofertas e para ter um maior alcance, além do mais, você ainda pode analisar seus resultados através das métricas disponibilizadas para perfis comerciais.

Uma boa dica é usar uma plataforma de automação, como o Gerenciagram, que inclusive está em período de BLACK WEEK! 20%, 30% e 40% de desconto em planos, vem ver!

 

 

4. Detalhe seu produto e/ou serviço

As pessoas têm medo do desconhecido, então não seja um!

Vamos supor que você tenha uma loja de roupas, mas que ainda não é um grande negócio, ou que você queira fazer um lançamento, saiba que é preciso detalhar o produto para que as pessoas o conheça. Somente desta forma você conseguirá causar interesse em alguém.

Claro que fazer suspense pode ser uma estratégia, mas em algum momento você terá que compartilhar o segredo e é exatamente aí que cada característica será importante.

Em uma promoção, como é o caso da Black Friday, não podem haver erros na divulgação.

O cliente se sentirá mais seguro e isso aumentará as chances dele comprar a sua oferta.

Por isso, identifique o produto, insira imagens de alta qualidade e descreva as vantagens e preço.

 

5. Dê opções variadas de pagamento

Esta dica é extremamente importante, principalmente se você tiver um E-commerce.

A forma de pagamento que uma loja, online ou física, aceita é um dos fatores de compra mais relevantes.

Muitos consumidores deixam de comprar por falta de opções de pagamento.

Então é melhor você se apressar para aceitar todas as bandeiras de cartão, ou pelo menos duas (que já é uma quantidade razoável).

Para E-commerce, é recomendado que, além dos cartões tradicionais, use a PayPal, débito e boleto.

Como garantia para o comprador, que o dinheiro estará em uma transição segura, mantenha seu site atualizado, com selo de certificação, link direto para as redes sociais da empresa e algum depoimento de cliente real como forma de prova social.

 

 

Agora que você já aprendeu as dicas infalíveis para vender bem na Black Friday, você tem tudo para decolar.

 

Eu garanto que estes pontos te ajudarão bastante!

Não divulgou nada ainda? Então, corra! Pois você está atrasado e tempo é dinheiro!

Espero que tenha gostado deste post e aproveita que está aqui e deixa sua avaliação!

Ah! E deixa aqui nos comentários se você já foi enganado alguma vez enquanto consumidor na Black Friday.

Até breve! =D

27 de novembro, 2018
Avalie este artigo
Total: 0 Média: 0
Mísia Karoline
Mísia Karoline
21 anos, redatora e estudante de Jornalismo.
Ver todos os posts