Escolha a fonte mais
confortável pra você:

Ative o modo noturno:

benchmarking

Por que você precisa gastar mais tempo aprendendo sobre benchmarking?

Sabia que usando o processo de benchmarking você se mantém atualizado e sempre à frente dos seus concorrentes?

Nos dias de hoje, em que muitas empresas fecham de forma tão rápida por não conseguirem manter o negócio, utilizar desta estratégia é um ponto importante para que o seu negócio não seja mais um desses que acabam em menos de dois anos.

Claro que nem sempre as empresas querem trocar suas experiências ou mostrar aos outros como se faz para ter sucesso. Inclusive, essas são empresas que eu chamo de “antiquadas”, mas também não as julgo, pois há muitos empresários que usam o benchmarking de má fé.

Você não vai ao encontro de uma empresa para perguntar sobre o funcionamento de seus processos estratégicos para copiá-los, espionar ou roubar ideias, mas, sim, para aprender com eles.

Portanto, neste artigo, iremos abordar como funciona o processo de benchmarking, para que você aprenda como ter novas experiências e fazer com que a sua empresa decole ainda mais alto.

Continue por aqui e aproveite!

 

Por que você precisa gastar mais tempo aprendendo sobre benchmarking?

 

O que é Benchmarking?

 

Traduzindo para o português benchmarking quer dizer “avaliação comparativa”. Neste caso, a empresa busca em sua concorrência, não somente fazendo pesquisas, mas aprendendo com os resultados de determinados setores e estratégias para aplicar em seu negócio a fim obter melhorias.

Pesquisas essas, contínuas com estudos e análises, e tudo funciona com o intuito de que a empresa aprenda com o setor a dar mais resultados de outra empresa para melhorar a sua.

Não é plágio ou espionagem, você precisa ir até a empresa para negociar uma visita técnica e entender melhor suas estratégias para poder se inspirar e aplicá-las em seu negócio.

Outro ponto importante, é nunca usar de má fé a oportunidade que o seu concorrente está lhe fornecendo de conhecer sobre seus métodos.

Ah! E não precisa necessariamente aprender somente com seus concorrentes, pode ser com empresas que não tem muito a ver com a sua. Vou explicar.

Vamos supôr que sua empresa fornece produtos alimentícios, mas seu problema está ligado ao setor financeiro. Então, você pesquisa por seus concorrentes que tem sucesso neste setor ou empresas que não tem ligação alguma com seu tipo de negócio, porém, tem uma ótima administração financeira.

Caso seu concorrente não esteja interessado em lhe apresentar seus métodos e estratégias, proponha a outra empresa que não possui ligação a sua para fornecer um treinamento ou uma visita técnica ao setor para que você entenda melhor como funciona.

Assim, você traz tudo que aprendeu com eles para a sua realidade e aplica em seu negócio para melhorá-lo cada vez mais.

 

Por que você precisa gastar mais tempo aprendendo sobre benchmarking?

 

Como você já sabe, o benchmarking é um processo contínuo e que necessita de bastante estudo. Porém, é um tipo de consultoria que dá resultados, por isso, você precisa gastar mais tempo aprendendo sobre este método.

Se você se aplicar a fundo e quiser mesmo que sua empresa decole e não fique para atrás, é necessário gastar um bom tempo de aprendizagem com seus concorrentes para que os resultados comecem a aparecer.

 

Projeto de benchmarking

 

O projeto de benchmarking possui 5 fases, que são: planejamento, análise, coleta de dados, adaptação e implementação.  Mas a metodologia mais detalhada apresenta as seguintes etapas:

  • Identificar empresas para a consultoria
  • Definir um método e coletar os dados
  • Estabelecer metas funcionais
  • Desenvolver plano de ação
  • Implementar ações específicas e monitorar progresso
  • Projetar níveis de desenvolvimento futuro

Existem outras etapas, porém, as mais fundamentais para o processo são estas.

 

Tipos de benchmarking

 

Benchmarking competitivo

Este tipo é focado em empresas que disputam o mesmo mercado. Por isso, é o mais difícil de conseguir, pois as empresas concorrentes não cedem seus métodos e estratégias com medo da competitividade.

Portanto, é melhor e mais prático você contratar uma consultoria externa para coletar os dados que precisa e conseguirá descobrir sozinho.

 

Benchmarking  genérico

O benchmarking genérico é mais amplo que os outros tipos, por isso, é o mais adotado pelas empresas. Ele não foca somente em um departamento, por exemplo.

É feito uma pesquisa mais ampla e aprofundada sobre toda a empresa concorrente para que veja qual dos processos se encaixa melhor para a realidade do setor que precisa ser melhorado.

Com isso, sua empresa deve captar os melhores processos e dos mais amplos para que, assim, consiga abrir mais os horizontes e desenvolva práticas cada vez mais elaboradas e competitivas.

 

Benchmarking  interno

Quando a empresa compara processos em diferentes departamentos em sua unidade, ela está fazendo benchmarking interno. Este tipo é o mais usado pelas empresas devido ao seu baixo custo, porém, não é o mais eficaz, já que ele só explora os processos da própria organização.

Mas o lado bom deste método é que contribui para a unificação dos processos entre os departamentos e todos trabalham de forma semelhante.

 

Benchmarking  funcional

O benchmarking funcional é parecido com o genérico, só que menos amplo. Ele foca em uma função específica de outras empresas, independente da área de atuação. Como, por exemplo, atendimento aos clientes e entrega de produtos.

A partir disso, a empresa consegue entender e aprender as melhores estratégias de negócios através de nichos diferentes.

Com este tipo de análise, o leque de possibilidades para o crescimento de sua empresa será ainda maior, aumentando cada vez mais a sua competitividade com seus concorrentes.

 

Processo sistemático

O benchmarking não é um processo aleatório de consulta de informações e pesquisa de mercado. Ele deve ser realizado de uma forma planejada e bem elaborada, pois, se feita com bastante cuidado, determinando o seu começo, meio e fim, sua empresa obterá bastante sucesso e um grande passo à frente dos seu concorrentes.

Por isso, o processo de benchmarking não é e nunca será uma cópia, mas, sim, um adaptação e aprimoramento do que foi coletado sobre outras empresas, a fim de gerar uma grande melhoria para o procedimento original.

 

Agora que você já sabe o que é benchmarking e como funciona seus processos, irá utilizar da melhor forma e nunca ficar atrás de seus concorrentes, certo?

Espero que tenha gostado deste artigo. Aproveitando que está aqui, que tal deixar sua avaliação? Não vale menos que 5 estrelas, hein rsrs

Ah! E comenta aqui embaixo se você já realizou algum destes processos de benchmarking. Eu sempre quero saber.

Até breve! =D

28 de junho, 2019
Avalie este artigo
Total: 3 Média: 5
Mísia Karoline
Mísia Karoline
21 anos, redatora e estudante de Jornalismo.
Ver todos os posts